Logo Imagecomm 2

manifesto

 manifesto Imagecomm

Paris maio de 68. Estudantes invadem a Champs-Elysées gritando "é proibido proibir". Do outro lado do Atlântico hippies pregam "paz e amor". Woodstock liberta jovens e costumes. Betty Friedman organiza e mulheres saem em passeata queimando soutiens, exigindo igualdade. Surge um novo mundo, mais moderno, mais livre, mais responsável e mais exigente. Dessa transformação constrói-se a nova sociedade do conhecimento, na qual a informação e o conhecimento valem tanto ou mais que o poder financeiro. Surge o novo consumidor, seletivo, informado, que sabe seus direitos, sabe o que é melhor para ele, sabe tanto quanto o vendedor. Afogado em milhões de informações, pela internet, tv a cabo, celular, etc., cria comunidades, se informa, transmite suas opiniões e conceitos sobre marcas, produtos, empresas, pessoas. A publicidade tradicional não o atinge mais.

O que vende hoje é credibilidade, consistência, coerência e responsabilidade. É a imagem que consolida e comunica esses conceitos. Criar e vender a imagem é o que faz a Imagecomm.